Como driblar a vontade de doce

Algumas dicas podem ajudar a diminuir essa necessidade de açúcar
por Aryane Emerick27/05/2020

Quem é que não gosta de comer aquele docinho depois do almoço? Um biscoitinho para acompanhar o café, talvez? Essa vontade de doce é normal e você não precisa se culpar por isso. Na realidade, o problema não está no doce em si, mas na frequência e quantidade em que é consumido.

Quando a vontade de doce aparece

De fato, podemos ter mais vontade de comer doces quando estamos mais estressados, chateados ou ansiosos, chamamos isso de fome emocional. Nesse caso, é importante entender esses sentimentos e realizar atividades que possam driblar essa necessidade. Ouvir música, praticar exercício físico, dançar, meditar ou ler um bom livro podem ser boas pedidas nesses momentos.

Tente novas opções

No entanto, se ainda assim você precisar consumir algo doce, por conta do sabor, a dica é optar por uma fruta. Se preferir, pode apostar nas mais adocicadas, como melancia, morango, banana ou manga. Uma outra opção são os doces de frutas que não têm açúcar em sua composição.

Vontade de doce ao longo do dia

Se essa vontade de doce surgir no período da tarde, uma dica é combinar frutas desidratadas (damasco, ameixa seca, uva-passa e tâmara, por exemplo) com oleaginosas (como castanha-do-pará, castanha-de-caju, nozes, amêndoas e avelãs). Essas últimas tendem a diminuir a velocidade de absorção do açúcar por serem ricas em gorduras boas. Por que isso é bom? Da mesma forma que absorvemos esse açúcar mais devagar, liberamos essa energia aos poucos e, com isso, controlamos a sinalização da fome por mais tempo. Resumindo: você demora mais tempo para sentir necessidade de comer novamente.

Agora, se costuma sentir essa vontade de doce à noite, a orientação é tentar mudar os hábitos alimentares nas refeições anteriores. O ideal é sempre consumir alguma proteína (carnes, peixes, feijões, grão de bico, soja, ovo, por exemplo) no jantar ou na ceia, se for o caso. Motivo: diversos estudos já demonstraram que boas quantidades de proteína nesse horário diminuem o desejo de comer doce, além de ajudar a aumentar a sensação de saciedade.

Tudo com moderação

Por fim, se ainda precisar, coma o doce que você gosta, só que em uma porção pequena. Lembre-se, moderação é tudo. Aprecie o alimento com calma para sentir bem o sabor. Afinal, a recomendação não é cortar o doce de uma vez, porque isso pode gerar episódios de compulsão. A orientação é reduzir aos poucos e procurar opções melhores. Que tal experimentar uma bananinha passa sem açúcar? Quem sabe uma fruta com canela aquecida no micro-ondas? Talvez optar por chocolates com mais de 60% de cacau em sua composição? Não tenha medo de experimentar e desenvolver novos hábitos, porque, no final, você só tem a ganhar.

Quer ter acesso a nutricionistas sem sair de casa? Acesse o Smart Nutri e conheça todos os benefícios do programa de acompanhamento nutricional da Smart Fit.