Posso treinar depois de fazer uma tatuagem?

Saiba os cuidados para evitar complicações
por Redação02/09/2020

Como você já deve imaginar, não é uma boa ideia treinar depois de fazer uma tatuagem. Afinal, logo que o desenho é feito, a superfície da pele fica machucada e inflamada, como uma ferida aberta. Por isso, é necessário mantê-la segura e longe de qualquer elemento que possa piorar as coisas. Mas quanto tempo depois de fazer uma tatuagem eu posso treinar? Nós tiramos essa e outras dúvidas para que você possa se exercitar com segurança.

Riscos de treinar depois de fazer tatuagem

Fazer exercícios antes que a tatuagem esteja completamente cicatrizada (ou ao menos em um nível aceitável para a atividade específica, como verá abaixo), pode fazer com que ela inflame ou até mesmo infeccione. E isso vai além do “simples” incômodo de ter que tomar um antibiótico: “Esses problemas causam prejuízo na cicatrização da pele, fazendo com que a tatuagem fique com defeitos e alteração de pigmentos”, explica a dermatologista Paola Pomerantzeff, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica, de São Paulo.

Segunda a médica, a transpiração é um fator de atenção, já que deixa a área úmida e propensa à proliferação de bactérias. Além disso, o atrito com os aparelhos e o próprio corpo, dependendo do exercício, faz com que as casquinhas de cicatrização sejam “arrancadas” antes do processo de recuperação natural da pele.

Quer ler mais conteúdos como este?

Como aumentar a imunidade com exercícios
10 dicas de uma nutricionista para emagrecer de vez
Saiba como melhorar o resultado do treino

Quanto tempo esperar para treinar depois de fazer uma tatuagem?

“O ideal seria aguardar a cicatrização total da tatuagem, que leva em média de 10 a 15 dias”, diz Paola. Essa cicatrização ocorre em 3 fases:

  • Fase 1. Nos 3 primeiros dias, a tatuagem se comporta como uma ferida aberta e há risco altíssimo de infecção. Por isso, é preciso lavar com água e sabão e aplicar pomada cicatrizante a cada 12 horas no local.
  • Fase 2. Começa a formação de crosta. Nesse momento pode haver coceira, mas é importante evitar coçar a região, pois a remoção da casca pode levar parte do pigmento da tatuagem junto. A hidratação e higiene do local ajudam a reparar esse sintoma. Paola indica cremes com Bepantol e vitamina B5 para agilizar o processo de cicatrização.
  • Fase 3. É quando as crostas começam a se soltar naturalmente. Evite acelerar o processo puxando com as mãos e deixe elas caírem sozinhas. Mantenha a hidratação.

Dependendo do local da tatuagem, é possível começar a treinar na fase 2 ou 3. “Se ela for no antebraço, por exemplo, em 7 dias, com os devidos cuidados, você pode voltar aos exercícios habituais”, diz Paola. “Agora, se ela for nas costas, por exemplo, deve esperar até a cicatrização completa, pois o atrito com os aparelhos ou o chão pode arrancar a casca.”

“Uma dica é treinar outra região do corpo. Por exemplo, se a tatuagem está nos braços, treine membros inferiores. Até porque, dependendo do tamanho da tatuagem, a região fica inchada e dolorida, o que limita muito o movimento, principalmente em regiões como cotovelo, ombro, punho, mão e joelho”, completa Luan Rodrigues, profissional de educação física da Smart Fit. 

Fiz uma tatuagem e agora?

Separamos alguns exercícios que você deve evitar e outros que você pode continuar praticando se você fez uma tatuagem (ou várias). Claro que tudo vai depender do seu processo de cicatrização e da região do corpo em que você fez a sua tatuagem.

Piores exercícios

  • Práticas esportivas na água. Fique longe de piscinas, mares e lagos depois de fazer uma tatuagem. A água está repleta de bactérias que podem infectar a pele e causar irritação. “Se for fazer um treino em água, você deve aguardar a cicatrização total da tatuagem”, diz a dermato.
  • Exercícios ao ar livre. A pele ao redor da tatuagem é muito sensível e a luz solar direta pode branquear e desbotar a tinta. Então, nada de atividades que possam expor sua tatuagem ao sol.
  • Esportes de contato. Evite qualquer atitivade em que sua tatuagem possa bater, esticar ou grudar, como judô e futebol.

Melhores exercícios

treinar depois de fazer tatuagem _ yoga
Yoga é boa opção, dependendo do local da tatuagem e seu atrito com o mat. Foto: Shutterstock
  • Yoga. Por ser uma atividade sem atrito e risco baixo de contaminação (por ter pouco ou nenhum contato com pessoas e aparelhos), ela pode ser uma boa pedida. Mas tome cuidado para não esticar a área tatuada, já que isso também pode arrancar as casquinhas de cicatrização.
  • Musculação. Dependendo do local e respeitando os devidos cuidados (veja abaixo), a musculação está liberada. Mas vale reforçar: somente a partir da fase 2 de cicatrização, no mínimo.

Se for treinar depois de fazer uma tatuagem…

  • Cubra o local. Além de evitar ao máximo qualquer atrito da região contra o corpo ou aparelhos, “se você for até a academia, deve cobrir a tatuagem com um curativo, para diminuir o risco de infecção”, diz Paola. 
  • Escolha as roupas certas. “Elas não podem ser apertadas e nem devem ficar ‘raspando’ o local.” Prefira tecidos leves e que permitam a eliminação do suor com mais facilidade, como o algodão. 
  • Evite exercícios localizados. Para que não ocorrra um acúmulo sanguíneo muito grande – o que pode inchar o local e esticar a pele, quebrando as crostas – a orientação de Luan é não fazer atividades focadas na região tatuada.
  • Lave imediatamente. Chegando em casa, o curativo deve ser retirado e a tatuagem higienizada imediatamente, com água e sabão. Em seguida, seque a região, “mas sem esfregar a toalha”, atenta Paola. Depois, aplique uma pomada cicatrizante e – se for um local de muito atrito no dia a dia – faça um curativo para evitar o contato.

Hora de parar

Ainda que você tome todos os cuidados, fique atento aos sinais: “se a tatuagem começar a ficar vermelha, dolorida ou com aumento da temperatura no local, procure um atendimento dermatológico imediatamente, pois esses são sinais de infecção”, diz Paola.